Andressa Urach: 13 bizarrices inacreditáveis feitas por ela



1.  Abuso sexual

De acordo com o seu livro “Morri Para Viver”, Andressa Urach era constantemente vítima de violência sexual, abusos cometidos pelo marido de sua avó, e que morava na mesma casa que ela.

2. Envolvimento com drogas

Não que ser usuário(a) de maconha seja alguma coisa assustadora. Mas no caso de Andressa Urach, ela iniciou o envolvimento com coisas ilícitas, aos 13 anos, com a maconha. Mas ainda de acordo com o livro, poucos anos após isso, ainda na adolescência, a loira já fazia uso de drogas químicas como a anfetamina, cocaína, e até mesmo cola de sapateiro.


3. Polêmica até para perder a virgindade

E não é que Andressa escandalizou, literalmente, até no ato inicial da vida sexual feminina? Sua primeira experiência sexual, de acordo com o livro, foi praticamente um incesto, já que ela perdeu a virgindade com o meio-irmão aos 14 anos quando eles retornaram de uma festa e estavam meio embriagados.

4. Zoofilia

E os relatos chocantes da moça não param! No presente livro, Andressa também conta que atingiu o orgasmo pela primeira vez, por intermédio de sexo oral realizados pelo cachorro de sua vizinha. A moça antes de se converter, pelo visto era bem corajosa, não?!

5. Prostituição

Andressa tinha formas esculturais e isso é inegavelmente um dos fatores pelo qual ela foi reconhecida. O que de certo modo a levou a querer ganhar dinheiro utilizando os atributos ao qual Deus lhe foi bem generoso em dar. E como stripper profissional, adotou o alter-ego chamado Imola (Nome da pista cheia de curvas do Grand Premio de Fórmula 1, de San Marino) para fazer seus primeiros programas.


6. Overdose

Andressa relatou que já sofreu três overdoses quase fatais. A última delas, segundo os relatos do livro, ocorreu no ano de 2011. Andressa disse que ela culminou com um ‘combo assassino’, que envolveu LSD, metanfetamina, cola de sapateiro e álcool. E qualquer usuário de droga que se preze, sabe que misturar álcool às substâncias ilícitas químicas, é um baita perigo e que tem a possibilidade de tornar mais suscetível à complicações que levam à morte.


7. Muito bem quista!

Andressa relatou que trabalhou como garota de programa de luxo. E que chegou a sair com muita gente poderosa e até mesmo conhecidas do grande publico. Em um dos comentários dentro do livro, mais surpreendentes, ela disse que já chegou cobrar um cachê no valor de 15.000 reais

8. CR7

A polêmica loira era bem “desesperada por atenção” da mídia e todo mundo sabe disso. E ela não poderia deixar de fora de seu famigerado livro, a parte que a envolve no mundo do futebol, aliás, diretamente ao Real Madrid e à seleção portuguesa de futebol. Ela contou todos detalhes de seu envolvimento com o craque de futebol, multimilionário,  Cristiano Ronaldo e o modo pelo qual, interferiu no noivado do português.

9. “Pra frente“

Andressa assumiu que era adepta a práticas sexuais de sadomasoquismo e disse que tinha uma mente muito aberta a novas experiencias sexuais, incluindo surubas, orgias e coisas do gênero.

10. Drogas e Ameaças

No livro, Adressa confessa que foi ameaçada de morte junto a outra colega de prostituição. O autor da ameaça era um traficante de drogas sob efeitos de entorpecentes, e que dizia que ela e a companheira mereciam morrer.

11. Relacionamento para o Marketing

Urach também relatou que eram constantes os flertes românticos falsos com celebridades. Entre elas, o cantor sertanejo Raffael Machado, onde o assessor do sertanejo pagou 80.000 reais, para eles fingirem ser um casal da mídia, lindos e felizes.


12. Concurso Miss Bumbum e Namoro Lésbico

Durante o concurso de Miss Bumbum, ao qual ela foi vice-campeã, Urach inventou um romance com a terceira colocada do concurso, para atingir diretamente a organização do mesmo, e chamar mais atenção da mídia do que a campeã, Carine Felizardo. E pelo visto deu certo!


13. “Magia Negra, Pomba Gira e Macumba”

Andressa confessou ter feito diversos rituais, inclusive voltados para cultos de religiões africanas, envolvendo-se até mesmo com práticas de magia negra. Em uma das passagens icônicas do livro, ela diz que a cada 1000 reais que ela ganhava, ela doava uma garrafa inteira de champanhe à sua ‘pomba-gira guia’.
Loading...